CLUBE

História Títulos Diretoria Executiva Conselho Deliberativo Patrono Ex Presidentes Estatuto Planejamento Estratégico

História do Clube Esportivo

     O Esportivo foi fundado em 28 de agosto de 1919. No dia 21 de setembro do mesmo ano, disputou a primeira partida de sua história, no empate em 1x1 com o Garibaldi. O Esportivo estava assim escalado: Pasquetti; Holleben e Salton; Cardoso, Turcato e Enricone; Zanoni, Fedullo, Bissaco, Ros e Ponzoni.

 

     No dia 24 de agosto de 1945, aconteceu a inauguração do Estádio da Montanha num jogo entre Esportivo e Atlântico de Erechim. O pontapé inicial simbólico foi dado pela senhora Alinda Busnello, primeira madrinha do Esportivo. A partida acabou empatada em 0x0.
Em 1969, o Esportivo foi campeão da Segunda Divisão gaúcha. Foi uma campanha impecável, de 19 vitórias em 22 jogos disputados. O título veio sobre o Avenida, com vitória em Santa Cruz do Sul por 1 a 0 e nova vitória, desta vez por W.O, em Bento Gonçalves.


     O ano de 1969 também registrava a comemoração do cinquentenário do Clube Esportivo e a direção queria marcar este grande acontecimento com a criação de um "hino" que cantasse as glórias e os feitos do alviazul. O hino foi composto pelo músico e maestro Moysés e teve os versos escritos por Maria Frota.
No dia 18 de abril de 1971 aconteceu uma vitória extraordinária. O Esportivo tirou a invencibildade de 24 partidas do Grêmio com uma goleada. A boa equipe de Bento Gonçalves derrotou o tricolor porto-alegrense por 5x2, virando notícia na mídia nacional.


     Em 15 de abril de 1973, o Esportivo derrotou o Internacional por 2x1, conquistando sua primeira vitória diante do Colorado e tornando-se o primeiro clube do interior gaúcho a vencer no Beira-Rio.


     No final de 1973, o Esportivo foi campeão da Copa Governador do Estado. O título veio com uma rodada de antecipação após vencer, em casa, o Internacional de Santa Maria por 2x1.


     No ano de 1977, o Esportivo conquistou a Copa Governador do Estado pela segunda vez. Na decisão, enfrentou o Brasil de Pelotas. Na partida de ida, dia 12 de abril, venceu por 1x0 em pleno Estádio Bento Freitas, com gol de Rubem. Na volta, dia 15 de dezembro no Estádio da Montanha, perdeu pelo mesmo placar.


     Com os resultados iguais, foi necessária a realização de uma terceira partida, a qual foi marcada para o dia 22 de dezembro, em campo neutro. O local escolhido foi o Estádio Cristo-Rei, em São Leopoldo. Entretanto, a torcida do Brasil derrubou o alambrado do estádio, e a partida foi cancelada por falta de segurança. A decisão ficou para o dia 2 de fevereiro de 1978, no Beira- Rio, em Porto Alegre, com a presença do Governador Sinval Guazzelli. O Esportivo venceu por 3x0, com os três gols da partida sendo marcados por Adilson, e ficou com o título.


     Em de 1979 o Esportivo sagrou-se vice-campeão estadual com Valdir Espinosa (treinador), Zeca Rodrigues (preparador físico), Jânio, Noelsen, Edgar, Carlão, José, Raquete, Celso Freitas, Dilvar, Toninho Fronza, Adilson, Sílvio, Sperotto, João Carlos, Lambari, Valdeci, Rubem, Renato Portaluppi, Jarbas, Daio, Eraldo, Sanches, Catarina, Néia e Tovar.
Nesse mesmo ano, no dia 30 de maio, ocorreu um jogo histórico. O Esportivo enfrentou o Grêmio na Montanha num jogo disputado com muita neve, numa temperatura de um grau centígrado. A partida terminou em 0x0 e foi batizada de "O Jogo da Neve".
No ano de 1982, o Esportivo conquistou a Copa RS. A decisão foi em 17 de julho, com vitória do Esportivo sobre o Internacional de Santa Maria por 1x0, no Estádio da Montanha. Na semifinal, o Esportivo havia vencido o clássico, contra o Caxias, por 2x0, em pleno Centenário.

 

     Um ano depois, em 1983, o Esportivo venceu a Copa ACEG. Na final, disputada contra o Novo Hamburgo, o Esportivo venceu o primeiro jogo, em casa, por 1x0 e buscou o empate na cidade de Novo Hamburgo, garantindo assim o título. Era o sexto título do Esportivo num período de dez anos (1973-1983), consolidando o clube como uma das principais forças do interior gaúcho tanto na década de 70, como na de 80.

 

      O Esportivo foi Campeão do Interior por seis vezes, em 1970, 1971, 1976, 1979, 1982 e 1987, título este muito cobiçado pelas equipes interioranas na época.

Na década de 80, o clube disputou as competições nacionais da Série B em 1983 e 1989, e da Série C em 1987 e 1988, não obtendo qualificações destacáveis.

 

     O ano de 1999 ficou marcado pelo bicampeonato da Segunda Divisão estadual do Esportivo. O clube chegou na fase final, tendo que jogar contra Glória de Vacaria, Rio Grande e 15 de Novembro. O título foi conquistado com uma goleada por 6x0 contra o Glória.
No ano de 2004, após 15 anos afastado de torneios nacionais, o Esportivo disputou a Série C. A equipe ficou no 3º lugar do Grupo 16, composto por Novo Hamburgo, Ulbra e Lages.
Ainda em 2004, o Esportivo inaugurou seu novo estádio, Montanha dos Vinhedos, contra o Pelotas, e venceu por 2x0. No mesmo ano, o time conquistou a Copa FGF ao vencer o Gaúcho nos dois jogos da final por 3x0 e 2x0, classificando-se para a Copa do Brasil de 2005.

 

     Na Copa do Brasil, o Esportivo eliminou o Londrina na primeira fase, e na segunda fase enfrentou o Fluminense. O primeiro jogo na Montanha dos Vinhedos terminou em 2x1 para o time carioca, credenciando o Esportivo a jogar no Maracanã. A partida histórica do Esportivo no templo mundial do futebol terminou em 1x0 para o Fluminense, eliminando o alviazul da competição.


     Em 2007, o Esportivo disputou novamente a Série C, fazendo sua melhor campanha na história. Na primeira fase, fez parte do Grupo 16, onde enfrentou Joinville, Adap/Galo Maringá e Caxias, obtendo classificação em 2º lugar. Na segunda fase, num grupo composto por Bragantino, Roma Apucarana e Democrata, terminou na 1ª colocação da chave. Na terceira fase então, numa chave mais complicada, em que o Esportivo teve de enfrentar Vila Nova, Atlético Goianiense e Villa Nova-MG, o clube terminou na 4ª colocação, sendo eliminado. Mesmo assim, foi uma campanha muito boa, visto que o Esportivo não era apontado como um dos favoritos da competição e quase chegou na fase final da mesma.

 

Fonte: Wikipédia, digitado por Allan Zanetti.

 

 

 

Home Clube Futebol Imprensa Associe-se Galeria Contato
  História
Títulos
Diretoria
Conselho Deliberativo
Patrono
Ex Presidentes
Estatuto
Planejamento Estratégico
Profissional
Cat. de base
  Planos
Convênios
Apoio
 
Av. Julieta Sassi Dreher, 303
Bento Gonçalves - RS - Brasil
contato@clubeesportivo.com.br
54 3452.2165
Copyright © 2010 Clube Esportivo Bento Gonçalves.
Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por FM Comunicação