Esportivo confirma vaga à semifinal e está a dois jogos da divisão principal

Atualizado: 27 de jun.

Em partida sem gols, na tarde deste domingo (26), o Esportivo carimbou sua passagem para a fase semifinal do Gauchão Série A2 deste ano. Se levar a melhor contra o Lajeadense, volta à elite do futebol gaúcho.


Esportivo e Santa Cruz realizaram uma partida sem gols no Estádio dos Plátanos, garantindo a classificação da equipe da Capital Nacional do Vinho.

Foto: Vinicius Molz Schubert/FC Santa Cruz


O Clube Esportivo Bento Gonçalves fez a festa, no final da tarde deste domingo (26), depois do empate, sem gols, no jogo contra o Santa Cruz, no Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul. O resultado colocou o alviazul na semifinal do Gauchão 2022, Série A2, já que no Montanha dos Vinhedos, domingo passado, a equipe da capital Nacional do Vinho venceu a representação da Capital do Fumo pelo placar de 1 x 0.


Agora, faltam dois jogos para chegar à divisão principal do Campeonato Gaúcho, já que se classificam à elite os dois primeiros colocados no Acesso. Na próxima fase, o time de Bento Gonçalves joga duas vezes contra o Lajeadense, que empatou com o Glória, também sem gols, atuando na casa do adversário, o Estádio Altos da Glória. O time de Lajeado jogou com o regulamento em baixo do braço, depois de vencer a equipe de Vacaria por 2 x 0, domingo passado, diante da sua torcida.


O terceiro confronto da tarde, jogo de volta entre Pelotas e Passo Fundo, também encerrou sem gols no tempo normal. Nos pênaltis o goleiro Alan defendeu três cobranças do Pelotas e colocou o Passo Fundo na semifinal. A primeira partida entre os dois, ficou no 1 x 1. O adversário sai do jogo desta segunda (27) à noite. Às 19h, o VEC, de Veranópolis, faz sua segunda partida contra o Avenida (Santa Cruz do Sul), jogando em casa, no Antônio David Farina. No Eucaliptos, domingo que passou, o Avenida ganhou por 1 x 0.


O ESFORÇO

O presidente Leocir Glowacki, do Esportivo, disse que a partida contra o Santa Cruz foi bastante difícil. “A gente sofreu bastante, durante os 90 minutos, porque foi um jogo muito pegado, num campo que não estava em boas condições. Felizmente, conseguimos um empate, graças ao esforço de todos os atletas que estavam concentrados na partida, o que nos coloca na próxima fase. Estamos no caminho da Série A do Gauchão”, festejou o presidente. Leocir agradeceu à torcida que foi a Santa Cruz e chamou os torcedores para apoiarem o time no Montanha dos Vinhedos, domingo que vem, dia 3 de julho.


O treinador do Esportivo, Carlos Moraes, comentou depois da partida deste domingo que a equipe enfrentou dificuldades, justamente por causa da atmosfera que envolvia o confronto. “Foi na casa do adversário, uma equipe bastante forte e bem preparada”, avaliou. Sobre os dois próximos confrontos, Moraes disse que vai pensar a partir desta segunda-feira, mas garantiu: “O nosso grupo está muito feliz com a classificação e vamos para estes dois jogos com muita motivação. O Acesso está logo ali”, finalizou.


PRIMEIRO TEMPO

Jogando diante da sua torcida e com a obrigação de marcar dois gols (ou fazer um e disputar nos pênaltis a classificação) para passar à semifinal, o Santa Cruz se jogou ao ataque e pressionou o Clube Esportivo. A equipe de Bento Gonçalves não se assustou e, com a mesma escalação levada a campo, no primeiro jogo, pelo técnico Carlos Moraes, segurou o ímpeto dos anfitriões. O alviazul explorou bem os contra-ataques e, em vários momentos, levou perigo à meta defendida pelo experiente goleiro Bruno Grassi.


O primeiro perigo do Esportivo contra o gol do Santa Cruz, campeão da Copa FGF 2020 e da Série B em 2021, foi logo aos 4 minutos de jogo com chute de Fabrício. Bruno Grassi segurou firme. Dois minutos depois Magal cobrou falta, para o Esportivo, pela meia direita de ataque, também nas mãos do goleiro de Santa Cruz. Mais quatro minutos e foi a vez de João Felipe sofrer falta na entrada da grande área adversária. Bruno Grassi, de soco, defendeu a cobrança e colocou o time no ataque.


O Santa Cruz só fez sua primeira chegada perigosa, à meta do goleiro Copetti, aos 20 minutos de jogo, com Diego Rocha, que colocou a bola sobre o gol depois de uma cobrança de escanteio. O time da Capital do Vinho quase furou o bloqueio, da equipe da Capital do Fumo, aos 24 minutos do primeiro tempo. João Felipe pegou a bola na intermediária e, dentro da grande área, cruzou para David Batista que estava invadindo o gol. Bruno Grassi se jogou nos pés do atacante do Esportivo e evitou a vantagem alviazul.


O restante da etapa inicial foi de bola lá e cá, com os dois times tentando invadir a área adversária, com muitas faltas para ambos os lados. A equipe de Bento foi melhor no primeiro tempo e segurou a vantagem conquistada no Montanha dos Vinhedos, quando venceu pelo placar de 1 x 0. Somente aos 37 minutos Copetti mostrou porque é o titular do alviazul, ao defender uma cabeçada de Diego Rocha. Ele subiu mais alto na cobrança de falta, pela esquerda do ataque do time de Santa Cruz. O juiz deu cinco minutos de prorrogação e mandou os dois times para o vestiário aos 50 minutos.


SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo o Santa Cruz insistiu em jogar no campo do Esportivo, e já no primeiro minuto, Rafinha, que entrou antes de a partida ser reiniciada, chutou forte e rasteiro para a defesa de Copetti. Jogando contra o relógio em pressionado pela torcida, o Santa Cruz cometeu muitas faltas. Aos cinco minutos Itaqui foi expulso após falta grave em Magal. Mesmo com 10 jogadores em campo, os anfitriões mantiveram o ritmo e, só não marcaram, graças ao bom posicionamento da equipe de Carlos Moraes.


A melhor chance do time de Bento, na segunda etapa, foi aos 16 minutos. O atacante David Batista sofreu falta na entrada da grande área do adversário, de frente para o gol. Cris Magno faz grande cobrança, rasteira, e a bola desviou na barreira, saindo para escanteio. Na cobrança, a bola foi para linha de fundo e, no novo escanteio, pelo lado direito de ataque, Magal bateu na grande área, sem risco para Bruno Grassi.


Depois dos 30 minutos do segundo tempo o time de Santa Cruz jogou, até o final, praticamente só no campo do Esportivo. A zaga formada por Cleiton, Tairone, Márcio e André, parou as jogadas do Santa Cruz e garantiu o empate sem gols. Aos 52 minutos, a última defesa do goleiro Copetti assegurou a presença do Clube Esportivo na semifinal da Divisão de Acesso, antes do apito final do juiz aos 53.


IMPORTANTE

O primeiro jogo do Esportivo contra o Lajeadense, domingo, vai ser no Estádio Montanha dos Vinhedos. O regulamento da competição determina que a segunda partida seja na casa da equipe com melhor aproveitamento desde a primeira fase, a Classificatória, tendo como primeiro critério o número de pontos obtidos. O Lajeadense conquistou 23 pontos na Classificatória, dois a mais que o Esportivo de Bento Gonçalves, e, por isso, decide em casa qual das duas equipes vai à final da Série A2.


QUEM JOGOU

Clube Esportivo Bento Gonçalves – Copetti, Márcio, Cleiton, Tairone, André, Magal, Fabrício (Chicão), Hippolito, David Batista, Cris Magno (Wagner) e João Felipe (Jamerson). Técnico: Carlos Moraes.

Futebol Clube Santa Cruz – Bruno Grassi, Itaqui, Diego Rocha, Diego Macedo (Luis Henrique), Ben-Hur (Maurício), Felipe, Pablo Bueno, Abuda (Thomaz), Nena (Gabriel), Laion e Wallan Luan (Rafinha). Técnico: Wiliam Campos.


ARBITRAGEM

Árbitro principal: Douglas Schwengber da Silva, auxiliado por Fagner Bueno Cortes e Fabulo Oliveira Diniz. Quarto árbitro:Sergio Eduardo dos Santos Moraes


QUARTAS DE FINAL, COMO FICOU


Esportivo (Bento Gonçalves) 1 X 0 Santa Cruz

Santa Cruz 0 X 0 Esportivo (Bento Gonçalves)

CLASSIFICADO: Esportivo


Lajeadense (Lajeado) 2 X 0 Glória (Vacaria)

Glória (Vacaria) 0 X 0 Lajeadense (Lajeado)

CLASSIFICADO: Lajeadense


Passo Fundo 1 X 1 Pelotas

Pelotas (2) 0 X 0 (3) Passo Fundo

CLASSIFICADO: Passo Fundo


Avenida (Santa Cruz do Sul) 1 X 0 VEC (Veranópolis)

VEC (Veranópolis) X Avenida (Santa Cruz do Sul) – 27 de junho – segunda-feira

CLASSIFICADO:


PRÓXIMA RODADA - SEMIFINAL

GRUPO G

Avenida ou Veranópolis X Passo Fundo

GRUPO H

Esportivo X Lajeadense