Esportivo estreia com empate fora de casa na Série D do Brasileiro

Depois de 14 anos, o Clube Esportivo Bento Gonçalves voltou a disputar uma partida pelo Campeonato Brasileiro, desta vez, da Série D. Na sua estreia, a equipe Alviazul fez um jogo seguro, principalmente no sistema defensivo, e conseguiu um empate em 0 x 0 diante do Rio Branco, jogando na casa do adversário, em Paranaguá, no Paraná. O próximo compromisso do Esportivo está marcado para sábado (12), às 19h, no Parque Esportivo Montanha dos Vinhedos, contra o Juventus (SC).


Como foi o jogo


Primeiro tempo

Os 45 minutos iniciais foram de muito estudo por parte das duas equipes e de adaptação ao gramado. Outro fator que dificultou foi alto número de faltas assinaladas pela arbitragem, deixando o jogo truncado e com poucas chances claras de gol – que vieram em lances de bola parada ou de cruzamentos.



O Esportivo, mesmo fora de casa, assustou primeiro. Aos sete minutos, Paulinho finalizou e o goleiro Lucas Macanhan defendeu em dois tempos. Os mandantes chegaram de forma perigosa aos 17, com Pedro Botello, que cabeceou sobre o gol de Otávio Passos.


Com 39 minutos ocorreu a melhor chance do Rio Branco. Após cobrança de falta para área, o zagueiro do Esportivo, Milanez, tocou para trás e Otávio Passos fez grande defesa. A resposta Alviazul veio dois minutos depois, com o centroavante Batista, que, de cabeça, quase marcou – mas o placar não saiu o zero.


Segundo tempo

Na etapa completar, o cenário pouco se alterou. O Rio Branco até buscou mais o ataque, mas o sistema defensivo do Esportivo, montado pelo técnico Rogério Zimmermann, poucas vezes conseguiu ser superado. Em uma das raras vezes que conseguiu espaço, o Rio Branco assustou. Aos 17 minutos, Matheus Paraná recebeu na área, tirou do goleiro Otávio Passos – mas também do gol – e perdeu a oportunidade para o Rio Branco. A resposta do Esportivo veio na bola parada. Com 22, Juninho Tardelli cobrou falta direto, a bola tocou no gramado e o goleiro Lucas Macanhan jogou para escanteio. Aos 26, Matheus Paraná, mais uma vez, entrou na área e parou no goleiro Alviazul.



Após esse lance, o cansaço pelo forte ritmo de jogo veio em ambas as equipes e isso fez com que espaços aparecessem. E o Esportivo teve uma grande oportunidade: aos 31, Juninho Tardelli fez bela jogada, deu um chapéu no zagueiro e caiu na área, mas a arbitragem mandou seguir a partida. Apesar das tentativas, a bola não balançou as redes em Paranaguá.


Ficha do jogo

O Alviazul entrou em campo com Otávio Passos; Serafini, Milanez, Dumas, Rennan; Chicão, Norton e Juninho Tardelli; Laislon (Leo Ferraz), Paulinho e Batista.

A arbitragem foi conduzida por Yuri Elino Ferreira da Cruz (RJ), auxiliado por Wagner Junior Bonfim Ledo e Weber Felipe Silva, ambos do Paraná.


Texto: Guilherme Kalsing / Exata Comunicação

Fotos: João Laguna/ Rio Branco Sport Club

878972691.jpg