Categoria de base sub-17 do Clube Esportivo retoma treinamentos com medidas restritivas

Jovens atletas treinam em espaços individualizados no campo suplementar do estádio Montanha dos Vinhedos e devem seguir protocolo de distanciamento controlado

Após mais de seis meses com atividades paralisadas, as categorias de base do Clube Esportivo Bento Gonçalves iniciam um processo de retomada gradual. Seguindo um rigoroso protocolo sanitário, 36 atletas da sub-17 do clube regressam ao complexo esportivo Montanha dos Vinhedos para os treinamentos – que já estão em andamento para parte do grupo. Além disso, o novo projeto da base (financiado pelo Pró-Esporte RS, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte – LIE do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, e patrocinado pela empresa Mérica Transportes) já iniciou – aplicando mais de R$ 194 mil em materiais e subsídios para os jovens dessa categoria.

A partir do princípio de que é preciso proporcionar o acesso à prática do futebol de campo com segurança, o alviazul elaborou um documento que normatiza e padroniza o retorno – já aprovado pelas autoridades sanitárias competentes. Dentro da proposta do distanciamento controlado, são escalados 50% dos funcionários, ou seja, quatro professores para a coordenação dos trabalhos. O grande grupo de 36 jogadores será dividido em duas turmas iguais. Cada uma delas treina um dia da semana e folga o outro, alternando durante a semana. Os trabalhos serão divididos em três treinos diários para cada turma.

Além disso, os alunos ocuparão sempre o mesmo espaço previamente demarcado no campo suplementar do estádio – permitindo que cada grupo de três jogadores tenha em torno de 200 m2. No campo, ainda haverá um núcleo neutro, para que haja a transição de turmas com mais segurança. Os treinos serão individualizados, sem contato entre atletas, e terão duração de uma hora. Outra medida tomada é que, ao final de cada treino, será respeitado o tempo de 15 minutos para que a turma que finalizou as atividades se retire, e a próxima entre no local.

Os treinos são coordenados pelos professores Márcio Ebert, Vinícius Stringhini Casagranda, Everton Luiz Costa de Souza e Rafael Prerniska. A direção das categorias de base, especialmente em questões relacionadas aos projetos em andamento, fica por conta de Lívio Rizzi. Um outro projeto para as demais faixas etárias está previsto para iniciar em 2021.

 

Veja outras medidas que compõem o protocolo:

- Todos os alunos/atletas terão acesso restrito ao portão da Rua Julieta Sassi Dreher, pela entrada principal do clube, e deverão se encaminhar até a mesa aferidora, localizada na entrada das arquibancadas;

- Os alunos aguardarão o acesso ao clube em local demarcado, seguindo as recomendações de dois metros de distância por pessoa;

- Ao chegar à mesa aferidora, todos os alunos/atletas terão suas temperaturas medidas por um profissional do clube e registrada em planilha. Caso algum aluno apresente alteração de temperatura, não poderá participar do treino, ficando a cargo dos responsáveis o retorno para a residência;

- Todos os alunos/atletas deverão chegar ao estádio fardados para as atividades, pois os vestiários estarão disponíveis somente para o uso do banheiro;

- Não será permitida a entrada de alunos/atletas que apresentarem sintomas/sinais de gripe ou resfriado;

- Na mesa aferidora todos os alunos terão suas mãos e pertences higienizados;

- Todos os alunos/atletas obrigatoriamente deverão usar máscara de proteção até seu acesso ao campo;

- Após a higienização, os alunos/atletas serão encaminhados por um dos profissionais do clube até o seu local de treinamento dentro do campo;

- O uso da máscara de proteção durante as atividades será opcional em função de questões fisiológicas;

- Os pertences de cada aluno/atleta deverão ser armazenados durante o treinamento;

- Além do espaço individualizado, cada um receberá uma bola no início da atividade e ficará com a mesma até o encerramento do treino;

- No período de intervalo das atividades, caso haja necessidade, os alunos poderão fazer a reposição de água nas suas garrafas, sendo o manuseio dos recipientes de água realizado pelo professor;

- Ao término do treinamento, os alunos serão encaminhados para o portão de saída na Rua Julieta Sassi Dreher (fundos), ficando proibida a permanência no clube;

- Será proibida a circulação de pessoas nas dependências do clube;

- O acesso dos pais e/ou responsáveis não será permitido pelo mesmo acesso dos alunos/atletas;

- Em caso de chuva, não haverá treinamento, em razão da recomendação de não haver aglomerações em ambientes fechados;

- Caso algum aluno/atleta se negue a seguiras recomendações estipuladas, os responsáveis serão comunicados;

- Neste período, não serão aceitos alunos novos devido ao controle das turmas e organização dos treinamentos.

 

Foto: Gustavo Pozza