Esportivo pontua fora de casa no retorno do Campeonato Gaúcho 2020

Com gol nos últimos minutos, Alviazul buscou um empate heroico diante do Ypiranga, em Lajeado, e segue brigando na ponta de cima da tabela

 

            A bola voltou a rolar no Rio Grande do Sul após mais de quatro meses de paralisação. Para o Clube Esportivo Bento Gonçalves, o retorno marcou a abertura da quarta rodada do Campeonato Gaúcho 2020 com o confronto diante do Ypiranga, de Erechim. A partida terminou empatada pelo placar de 2 a 2. Com isso, o Alviazul mantém a quarta colocação na classificação geral, com 15 pontos, e terceiro lugar do grupo B, com sete pontos – dependendo dos resultados dos demais jogos da rodada para definir as posições na tabela.

            O jogo começou movimentado. Logo aos quatro minutos, Igor cruzou com efeito na cabeça de João Pedro, que obrigou o goleiro adversário a fazer uma grande defesa. Após pressão, Gullithi marcou o primeiro gol da competição depois da retomada: aos 20, João Pedro bateu falta na segunda trave e o zagueiro aproveitou para mandar de canhota para o fundo das redes. Porém, 10 minutos mais tarde, o jogador Neto, da equipe de Erechim, deu uma janelinha no zagueiro alviazul e deslocou o goleiro Renan para empatar a partida. No final da primeira etapa, o volante Galiardo ainda foi expulso, após levar o segundo cartão amarelo, aos 44.

            A emoção continuou no segundo tempo. Mesmo com um homem a menos em campo, o ímpeto da partida seguia alviazul. Aos 10 minutos, Caprini teve a chance da virada em duas oportunidades: primeiro, ao tentar o gol olímpico, mas o goleiro defendeu, e instantes depois com um chute de fora que explodiu na trave. Apesar das chances, quem conseguiu a virada no placar foi o Ypiranga. Após cobrança de falta, Reinaldo cabeceou tentando encobrir o goleiro Renan, que espalmou para trás e sofreu o gol. Mas nos acréscimos, aos 48, brilhou a estrela do treinador: Xaro, que havia entrado em campo nos minutos finais da partida, pegou o rebote do escanteio e colocou na gaveta, marcando um belíssimo gol para dar números finais ao placar.

O técnico Carlos Moraes escalou a seguinte equipe para a reestreia no Gauchão 2020: Renan; Vinícius Bovi, Cleiton, Luis Eduardo; Galiardo, Gullithi (Robert), Emerson (Gustavo Sapeka), Igor Bosel (Xaro), Flávio Torres (Marcão), João Pedro e Caprini (Diogo). “Foi um jogo da superação. Em um momento em que estamos cercados de incertezas, o jogo de hoje nos mostrou a união do grupo em busca de um objetivo. Foi um empate heroico. Tivemos que nos reinventar no planejamento para seguirmos vivos na briga pelas vagas nacionais e pelo título”, pontua o treinador.

A mesma sensação é traduzida pelo discurso da direção. “Tivemos que nos replanejar enquanto clube, como um todo, durante o período de paralisação. O jogo de hoje foi como uma final de campeonato, no qual encontramos diversas adversidades, mas com um balanço final de que o grupo está de parabéns, buscando superação. Isso traduz a sustentabilidade do clube e o caminho assertivo que estamos seguindo”, destaca o presidente do Clube Esportivo, Laudir Miguel Piccoli.  

Agora, o Esportivo volta à Bento Gonçalves para receber o Internacional no sábado (25), no estádio Montanha dos Vinhedos, às 19h. A fase de grupos encerra para o alviazul na quarta-feira, dia 29, diante do Juventude, em Caxias do Sul.

 

Serviço dos próximos jogos:

O quê: Esportivo x Internacional, pela 5ª rodada da Taça Francisco Novelletto Neto

Quando: sábado (25), às 19h

Onde: Estádio Montanha dos Vinhedos

 

O quê:  Juventude x Esportivo, pela 6ª rodada da Taça Francisco Novelletto Neto

Quando: quarta-feira (29), às 21h30

Onde: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul

 

Texto: Alessandro Manzoni

Foto: Kévin Sganzerla